domingo, 12 de agosto de 2012

Eu não tenho pai...

Hoje é dia dos pais. Bom, para quem tem pai é um dia lindo a ser comemorado. Eu não tenho pai. Nunca tive, quer dizer, na minha infância eu tinha um pai imaginário que me amava e estava procurando por mim, mas a realidade me mostrou que nem todo sonho se torna realidade. A terapia também. 
O fato de eu não ter um pai me fez imaginar milhões de coisas erradas comigo, criar inúmeros defeitos, tantos porquês sem explicações, muita rebeldia sem causa que minha mãe, avó e tia não mereciam. Quando se é pré-adolescente, a razão é deixada de lado e a emoção toma conta de tudo. E sempre dá merda :)
Lembro da primeira conversa que tive com meu pai. Foi a primeira e última. Ele não era o pai dos meus sonhos de criança. Ele era só um cara normal e quando conheci, vi que não tinha nada de errado comigo, que eu não era pior que ninguém, que ninguém tinha que ser obrigado a amar alguém. O fato de eu ser filha dele não é motivo para fazer ele me amar, algumas pessoas simplesmente são incapazes disso e eu aprendi a compreender. Parei de ter raiva dele e passei a ter pena. Pena de ver que os outros filhos dele não se sentiam amados por ele como eu me sentia amada pela minha mãe, avó e tia, que com muito esforço, com muuuuita dificuldade e paciência cuidaram de mim. Pena de ele ter perdido de conviver com essa família incrível que é a minha. 
Hoje é dia dos pais, mas como acontece todos os dias, independente de feriado ou não, quem ganhou meu abraço foi minha mãe e avó, (a tia não ganhou porque está morando fora). Desde sempre, cada conquista minha, mesmo muito pequena, dedico à essas mulheres que fizeram de mim o que sou, que me ajudam a ser uma pessoa melhor todos os dias, essas mulheres simples, que não tem dinheiro algum, mas tem tanto amor que a cada abraço eu me sinto milionária. Dedico a minha mãe o fato de eu ter conseguido realizar tantos sonhos, porque ela sempre acreditou em mim mesmo nos momentos em que eu não acreditava. Dedico a minha avó o fato de eu ser tão compreensiva com as pessoas porque ela sempre foi compreensiva comigo, dedico a ela a alegria que tenho em viver porque vejo isso nela todos os dias, minha vozinha linda que com 88 anos tem uma força e uma bondade tão incrível que sinto que Deus tem um amor especial por ela. Dedico a minha tia todo carinho do mundo, que é o que sempre sinto dela por mim. Sou uma pessoa tão abençoada que muitas vezes tenho vergonha de pedir algo a Deus, sinto que é covardia da minha parte querer algo a mais...
Na maioria das vezes só agradeço tudo que ele me deu, essa família que não tenho palavras pra expressar o amor, que abraçar minha avó todo dia e dizer "te amo tanto minha piquinininha" não é suficiente, que abraçar minha mãe linda e dizer que ela é mulher mais linda do mundo ainda não é o bastante...
Queria dar o mundo pra elas assim como elas me deram, mas ainda assim não seria o bastante...
Só peço a Deus para que cuide das minhas meninas, porque não há nada que eu possa fazer mais para que elas saibam o quanto eu as amo...
E de resto eu agradeço, por ter caído nesta família abençoada e linda, que me dá tanto amor que chega sufoca, que me aperta com carinho, que me faz sorrir quando o mundo quer me fazer chorar, família que eu amo mais do que tudo neste mundo.
Pai é quem cria, então, feliz dia dos pais para todas as mamães, vovós e titias que com tanto amor cuidam de suas crianças para se tornarem pessoas de bem como eu tenho o orgulho de ter me tornado. 
Obrigada mamãe, vovó e tia, por acreditarem que eu sempre posso mais e por não terem desistido de mim...As amo demais! ♥ 


Ester Neves 12/08/2012

Um comentário:

AzeitonaCogumelo disse...

Amiga lindaaaa!!! Que bela homenagem para as mulheres de sua vida! Tocante demais, estou em lágrimas! Quisera que todos

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...